Olá,

 

O meu nome é Nuno (tenho 36a, e moro na Amadora).

 

Procuro encontrar uma eco comunidade em Portugal continental receptiva a visitantes, que possam trabalhar ou colaborar e participar nos trabalhos e nas diversas actividades comunitárias, que possam ficar hospedados ou alojados temporariamente (ou por período de tempo a definir ou combinar) e/ou, até, que possam (vir a) integrar-se e tornar-se membros residentes activos e efectivos.

 

 

Preferencialmente:

- Onde se pratiquem dietas vegetarianas apenas.
- Onde se pratiquem modos, estilos e/ou filosofias de vida o mais saudável, calma e pacifica, o mais extrema, alternativa, liberal, livre e aberta, o mais minimal, pura, e simples, o mais eficiente, consciente, radical, racional e sustentável, e o mais humana, harmónica, orgânica, eco ambiental, funcional, natural e real possível.

- Onde se sinta, pense, fale e actue por e com amor e alegria e onde se possa ser, estar, viver e conviver como se aprouver – desde que, em prole e benefício do bem comum de todos, colectiva e individualmente, com rectidão e elevação moral, cívica e ética, em paz e em harmonia – e de modo espontâneo, autêntico e genuíno.

- Onde se reconheça, respeite e valorize a verdade, a liberdade e dignidade própria, do próximo e, de todo o ser vivente.

- Onde se evoquem, celebrem, cultivem e pratiquem os princípios e valores máximos e, os propósitos e os desígnios primordiais, fundamentais e ideais, concordantes com a, e afirmativos e promotores da, natureza e vida.

 

Enfim …

 

 

Por favor, se recebem visitantes, digam-me, o que é preciso saber-se:

-Será que nos deveríamos de conhecer por correspondência primeiro, e aguardar p´los “sinais” positivos (de parte a parte) de aprovação ou aceitação e decisão – minha de ir e vossa de me receberem –, e ai, então, eu prontamente propor a visita, e aguardar por instruções?  

- Qual é o procedimento?

 

Informem-me do que é preciso saber (mos); quais os procedimentos, quais os preparos ou preparativos. 

 

 

Mais acrescento que:

-Estou no desemprego (sem fundo de) há já bastante tempo (por opção própria, mas também por reacção adversa e contrária profunda e/ou por razão de força maior ou superior e contrária também) e, com parcos recursos materiais e/ou monetários.

Mas, posso pagar – se, e o que, tiver que ser – até um certo limite máximo, pré definido, e/ou a combinar.

E posso contribuir – e/ou retribuir – também efectuando trabalho comunitário.

                                           

- Actualmente não tenho nenhuma página de perfil em nenhuma rede social na inter rede, nem tenho telemóvel; mas posso tentar telefonar – se tiver que ser -.

 

Por favor, caso me respondam, enviem-me a indicação do acesso do vosso actual sítio na inter rede.   

 

 

Gratamente,

Nuno C.

 

P.S.:

Sou  praticante (acérrimo) do veganismo.

41 Comments on Eco Comunidades

  1. Gabi says:

    I am German, but speak English and some Portuguese. I have a house and land near Monchique/ Marmelete, in the north-west Algarve, where I grow organic vegetables. I want to share my land and start a small community. If you are interested, please ring me 282911444.
    Obrigada.

  2. happy family says:

    eu gostava de poder entrar em contacto com voces Gabi nos somos uma familia de tres no inicio da viagem que a paternidade e tambem abusca de uma vida comunitria e mais conneccao com a terra e as pessoas. Estamos em berlim agora mas vamos para portugal em fins de setembro temos varios amigos que tem cursos de permacultura e tamos intressados em construir uma cumunidade em portgal tambem talves possamos aprender juntos abracos fortes muito sol e amor

  3. Nuno Miguel says:

    Eu tenho casas e terrenos numa aldeia de trás-os-montes (já perto da Galicia). Não tendo suficientes recursos (materiais e conhecimentos) para tratar das minhas terras ajudo amigos com os quais vou aprendendo. Estou a tentar desenvolver um projecto de artesanato reciclado com acções de limpeza de meios para reutilização e reciclagem. Aqui ainda há algumas lixeiras clandestinas que libertam poluentes para as águas ano após ano.
    Adoraria ter pessoas a ajudar ou até simplesmente a tratarem das terras abandonadas e poder aprender com elas trocar ideias… Alguém interessado comunique: free0kid@hotmail.com
    Abraço

  4. luciano ferreira says:

    olá nós estamos a construir uma eco comunidade no cadaval adão lobo que podera receber pessoas a partir de junho de 2013 (eco-comunidade equilibrium) esta comunidade é livre de ideologias pois acreditamos na liberdade também de pensamento poderá encontrar-nos na pagina do facebook com o nome comunidade equilibrium e saber um pouco mais!

  5. Sara says:

    Olá Nuno,
    Eu tenho também andado a procurar comunidades no Norte de Portugal, uma vez que tenho casa de família com grande terreno na zona de Amarante, e estou a por a hipotese de ir para lá viver por uns meses. Como vi que o Nuno tinha terreno em Trás-os-Montes, resolvi deixar aqui o meu apelo: se conhecerem projectos/comunidades sustentaveis, de permacultura, no Norte de Portugal (acima do Douro), agradecia a informação.
    Só um aparte: é bom finalmente ver um vegan a sério nesta área. Apesar de normalmente serem todos vegetarianos, ainda vejo alguma exploração animal nas comunidades sustentáveis. Galinhas presas pelos seus ovos, couros e lãs… E os veganos nas cidades.. É preciso juntar o veganismo e o campo! :)
    Obrigada e boa sorte,
    Sara

  6. Nuno C. says:

    Sara,
    Sei de um casal – relacionado com o colectivo germinal (http://infogerminal.blogspot.pt/) – a viver no norte do país, na aldeia de Luadas, concelho de Arganil e, ela é vegana, ele não sei, e parece que estão a querer viver de um modo completamente sustentável e natural, possivelmente em comunidade também. São a Barbara e o Miguel. Sugiro que entres em contacto com o colectivo germinal para se contactarem.
    Nuno C.

  7. Gabriel Bernardes says:

    Nuno C., Eu ando a procura do mesmo que tu, cada vez sinto-me mais sufocado pela sociedade e ando a procura de uma comunidade alternativa com os ideais que descreveste, até me inscrevi no site wwoof.pt mas ate agora nao obtiver nenhuma resposta.
    gostaria de saber se ja encontraste algo ou se alguem aqui sabe de algo.
    ps. sou vegetariano, ex vegan a tentar voltar ao veganismo.
    qualquer coisa sintam-se a vontade para me enviar um email gabrielbernardes101@gmail.com

  8. Catarina says:

    Ola, gostaria de saber se existe alguma comunidade alternativa activa em portugal. se souberem de algo não existem em me mandar um email , catarina_dv94@hotmail.com

  9. Annie says:

    Olá :)
    Nuno C. fiquei muito interessada pelas tuas ideias.
    já encontraste a comunidade que procuras?
    podes contactar-me? anaernesto00@gmail.com
    obrigada

  10. maria Paula Cunha says:

    Estou muito interessada em abraçar uma vida ligada à natureza e partilhar princípios de vida e modos de viver que respeitem o planeta e o meu próximo. Junho seria ideal para começar.

  11. Bernardo says:

    Olá, também estou interessado em viver numa comunidade alternativa, fico contente por saber que existe mais pessoas como eu, deixo também o meu e-mail, para me contactarem: berna.slb1995@gmail.com

  12. Ricardo says:

    Olá, no seguimento de alguns comentários acima, gostava de saber se existem neste momento algumas eco comunidades activas que aceitem novos residentes. já ando à algum tempo a seguir, informar-me e a procurar eco comunidades e cada vez mais anseio sair da “selva de cimento”. qualquer novidade agradecia que me dissessem algo: ricardo_rm91@hotmail.com
    obrigado
    Ricardo

  13. Susana says:

    Olá a todos, eu tenho uma quinta na Beira Baixa, e procuro alguém, uma ou várias pessoas, que possam estar interessadas em partilhá-la comigo, viver uma vida mais proxima da natureza, partilho inteiramente dos ideais que o Nuno descreveu, e procuro aplicar os principios da Permacultura e Agricultura Biodinâmica cá na quinta. Podem contactar-me para nepher@portugalmail.com, obrigada, Susana

  14. Hugo Monteiro says:

    Acho que está na altura de eu dar uma volta de 360º à minha vida. Não tenho conhecimentos nenhuns de permacultura,agricultura biológica, nem sou vegetariano,contudo existe uma coisa que me faz levantar da cama todos os dias é ter pensamento positivo e acreditar que o mundo pode e deve ser um local de partilha,de igualdade e sustentabilidade, para todos. Estou interessado em saber se existe alguma comunidade disponível para me acolher.

  15. Bárbara Oliveira says:

    Olá a todos, estou a procura de uma eco-comunidade, com os princípios descritos pelo Nuno. Em qualquer lugar de Portugal. Também conheço mais pessoas interessadas. Que tal se todos que postaram aqui se unissem, podemos criar nova comunidade. Vou deixar o meu contato para quem estiver realmente interessado…barbaracristais@gmail.com
    https://www.facebook.com/barbara.cristais
    Quem tem espaço disponível para esse fim, por favor entre em contato com mais informações sobre o espaço….para que o grupo que se formar possa identificar o mais apropriado para o projeto.
    Luz e Silêncio

  16. Claudia says:

    Ola estou interessada em fazer parte de comunidade

    alternativa,me ofereço como voluntária…tenho amigos q tbém se

    interessam ,deixo aqui meu email.

    Grata.

  17. Pedro Novo says:

    Estou interessado em fazer parte de uma comunidade no centro de Portugal. Gostava de ter ideia de onde encontrar uma

  18. Miguel Machado says:

    Bom dia

    Faço minhas as palavras do Hugo menos a parte dos 360º senão ficava na mesma xD

  19. Luísa says:

    Olá, li o teu testemunho, Nuno, e identifiquei-me em muita coisa. Tenho 33 anos, antecipei o desemprego por opção, passei de psicóloga a cozinheira de cozinha natural, vegana e macrobiótica, faço ainda apenas trabalhos esporádicos, quero mais natureza na minha vida e voltar a usar a bicicleta como transporte principal (já o fiz, quando vivi em Itália). Aqui fica o meu contacto: lui_dia@hotmail.com OBRIGADA pelo teu testemunho e por todos os outros que por aqui passaram, vou contactar-vos via e-mail. Luísa

  20. antonio says:

    boa noite a todos , não sou vegan nem vegetariano considero me uma pessoa normal mas muito interessado em viver numa eco-comunidade. Alguem para se juntar comigo ? agtlobo@gmail.com

  21. Maria Quadros says:

    Ola a todos!

    QUando se decidirem para onde ou qual lado forem….avisem-me que eu apanho a boleia!
    Sou vegana, pratico meditacao e trabalho com artesanato e reciclagem e música. venho de mocambique com uma filha pequena e ando na procura de um cantinho longe do capitalismo.
    O meu email é mia.quadros@gmail.com

    *****

  22. Jorge Viegas says:

    Olá

    Indentifico-me bastante com este post. Pensei fazer algo similar mas vi aqui tantas responstas que pelo sim e pelo não deixo aqui minha. Quero acima tudo mudar minha vida, não falta motivação.

    O meu email :vjmovingfoward@gmail.com
    Agradeço qualquer informação sobre eco-comunidades em portugal

  23. Jean-François says:

    Muitos de vocês devem conhecer decerto aquela piada já velha do soldado que, no dia do Juramento de Bandeira ao marchar no meio de mais 200, marcha trocado e o pai diz à mãe: “Já reparaste que meio de tantos homens só o nosso filho vai certo!!!”

    Ora acontece que olhando ao meu redor e pelas leis da estatística concluo que efectivamente o rapaz estava a marchar bem, a maioria marchava mal.

    Chamo-me João, tenho 46 anos recentes, 2 filhos que não vivem comigo, 2 gatos que não vivem comigo e 2 cães que esses sim vivem comigo e que irão ser herança da relação que pretendo terminar. Tirei-os da rua. Cães e gatos. Estou também desempregado com direito apenas a respirar.

    Marcho trocado e fiquei alegremente surpreendido por ver tantos de vós “a marchar mal”, unicamente por não me sentir assim tão “ave rara”. Na minha luta por mudança de ares e auto-preservação dei de caras com os estes vossos posts e são já tantos! Por isso, como me revejo em todos o que vocês escreveram, se algum de vós souber de um local que possa acolher 3 rejeitados, desintegrados desta loucura em que a nossa sociedade caíu por favor que me envie alguma informação para nop60888@gmail.com. Algum lugar.

    Vivo no Norte mas já nada me prende aqui, excepto o desnorte talvez. Quero apenas Paz e trabalhar para o bem dos que me são mais iguais.
    Obrigado.

  24. Guida Graça says:

    Olá,
    tenho 38 anos e tenho andado ultimamente em busca de uma comunidade, o mais possível fora deste sistema . Não estou ligada a nenhuma religião, não sou vegetariana nem vegan, mas tenho pura consciência de que este sistema capitalista, corrupto e completamente viciado vai levar-nos a um buraco sem fundo. Acredito na alternativa e penso que passa pela formação de comunidades auto-sustentáveis, que respeitam o ambiente, que pratiquem troca direta, que não desperdissem recursos e que tenham conhecimentos necessários para uma otimização da relação entre nós e a natureza. Se não tivesse dois filhos em idade escolar seria tudo mais fácil – tornava-me nómada por uns tempos e via com qual me identificava mais, mas como tal, tenho de pensar com cabeça, tronco e membros e saber quais as potenciais comunidades que têm escolas próximo, ou pelo menos que tenham professores. Quero muito desvincular-me deste polvo estruturado à escala mundial e poder dar aos meus filhos uma educação e valores que em nada se encontram com a sociedade em que vivemos. Tenho 2 braços e duas pernas, estou apta para trabalhar e sei que é por aqui que eu vou encontrar a minha paz de espírito e principalmente a minha liberdade como ser universal. O meu objectivo é, para além de encontrar pessoas que tenham conhecimentos de permacultura, agricultura biológica, etc, tentar encontrar as pessoas com as mais diversas profissões para que venhamos a depender o menos possível do mundo cá fora. Acho que com os problemas de desemprego neste país, não vai ser assim tão difícil.
    Deixo o meu nº de telefone e o email: guidadesagomes@hotmail.com e apelo a quem tem terrenos mais a Sul (entre Setúbal e Algarve),e/ou entusiasmo e/ou vontade de trabalhar e acreditar que podemos tornar o “nosso” mundo melhor, que me dê uma apitadela… (Nunca se esqueçam que somos seres cósmicos e que o dinheiro é um pedaço de papel)

  25. Jorge says:

    OLá
    tenho 36 anos, estou empregado num operador de telecomunicações, sinto-me neste momento apenas mais um carneiro neste mundo do qual cada vez estou mais saturado, não sou vegan ou vegetariano, sonho e acredito na bondade humana, acredito que outros tenham mesmos valores e que nem tudo seja esse papel a que damos o nome de dinheiro, gostava de abandonar ersta selva e ir para um meio rural seja ele a norte ou a sul, tenho dois pequenos terrenos proximo de vila nova de ourem, tem arvores (olivieras principalmente, tem poço de agua e uma mina de agua, não tem casa.
    cada vez mais penso em construir uma casa nem que seja de palha….
    alguem conhece comunidades por este pais fora? alguem pensa como ou em parte como eu, sair desta selva, viver através da comunidade trabalhar para o grupo para viver respirar sentir o sol e a chuva ser livre…..
    meu email é clochardvagabundo@gmail.com
    força enviem email´s torcar ideias projectos pensar em partir qualquer coisa fora desta rotina estupidificante.

    Jorge

  26. marcosvls says:

    Olá, eu sou mais um que procura criar uma eco aldeia onde a amizade seja o bem mais valioso juntamente com a confiança, juntar algumas pessoas que desejam criar pelo menos o seu mundo de acordo com a sua alma, o seu verdadeiro ser.

    Onde a busca pelo seu eu interior e a expansão da consciência seja uma necessidade básica de cada um dos membros.

    Estando em harmonia com a natureza e ao mesmo tempo ligado ao mundo atual.

    Aproveitando o melhor do passado, vivendo o presente o melhor possivel e projetando o futuro para um mundo melhor.

    O meu contato é marcosvelosoo@hotmail.com

    Fiquem bem.

    “Natureza,Arte,espiritualidade,criatividade,meditação,musica,amizade,consciencia,diversão,amor,verdade, ………….,………….,………….!”

  27. Edgar says:

    Pelo que vejo cada vez mais pessoas estão a acordar. deviamos juntar nos e formar algo significativo, a comunicação é a chave.

  28. Tiago says:

    Boas, tive a ver os vossos posts e estava bastante interessado em fazer parte de uma comuninade,tenho 25anos ofereço me para ajudar em tdo :)
    Muita paz e amor pa voces

  29. Boas tenho 57 anos vim ha dois meses da Belgica se tiveres algo que eu possa fazer eu vou para aí.obrigado

  30. Paulo Antão says:

    Olá!!!
    Chamo-me João Paulo,trabalho em Solicitadoria,ou seja,execuções de dívidas.
    Gosto de terapias naturais e alternativas( Yoga,Reiki,Cristaloterapia,Leche,Meditação com Mandalas,Hipnose,Acunpuntura,Homeopatia,Fitoterapia e Concertos Meditativos com Taças de Cristal e Taças Tibetanas).
    Estive na Comunidade Alternativa Colina do Sol,no Brasil.
    O meu objetivo é a paz interior,prazer,erotismo e,equilibrar a minha consciência na interação do corpo,alma e espírito(Psicoterapia Corporal).

    Adoro as mulheres brasileiras pela sua mentalidade e liberdade…

    Adiciona-me no Skype:

    p
    a
    u
    l
    o
    tacinho por baixo
    a
    n
    t
    a
    o
    arroba
    h
    o
    t
    m
    a
    i
    l
    .
    c
    o
    m

  31. Paulo Antão says:

    Existe a Comunidade Alternativa Tâmera,em Odemira que pertence a dois alemães,mas não sei se aceitam residentes para o ano inteiro.
    Também existe a terramada.
    Na minha opinião,deveríamos combinar um encontro,numa localidade no centro,sul ou norte de Portugal.
    O que acham?
    Chamo-me Paulo Antão e,também procuro o mesmo que vocês…
    91 429 15 65
    paulo_antao@hotmail.com

  32. Edite Oliveira says:

    Fiquei impressionada com a quantidade de pessoas que procuram um novo estilo de vida, tal como eu sonho. Estou cansada desta sociedade hipócrita e consumista que em, nada ou tão pouco, contribui para a nossa elevação. Talvez um dia me junte a uma pequena comunidad…

  33. Carla says:

    Olá a todos!

    Alguém me pode ajudar? Como a maioria das pessoas que aqui deixou comentários, também quero (vou) deixar a vida de cidade e do emprego sufocante de escritório que não me diz nada!
    Como sou completamente ignorante em termos de permacultura ou de vivência real numa comunidade sustentável, gostava de começar por visitar alguma comunidade que me pudesse proporcionar essa experiência.
    Tenho 38 anos, sou vegan, pesquiso diversa informação sobre permacultura e comunidades sustentáveis e quero mesmo deixar esta vida materialista sem valores e sem sentido.
    Tenho férias no mês de julho e gostava de aproveitar esse tempo a trabalhar como voluntária numa comunidade que me quisesse receber. Alguém sabe de alguma? (Sou de Fafe, vivo no Porto e gostava de conhecer alguma comunidade preferencialmente no norte – Minho, Trás-os-Montes, mas não sou esquisita! :) Quero é conhecer, aprender, partilhar!)Digam coisas! :)
    Muito obrigada
    Carla
    clpontes@gmail.com

  34. Olá, eu tenho 22 anos e procuro viver numa comunidade,livre de hipocrisia e corrupção, onde reine a paz, o amor e a união.
    Não tenho competências na permacultura nem agricultura biológica, mas tenho uma enorme vontade em aprender e viver em equilíbrio, tem sido muito complicado viver dentro desta sociedade adormecida, sinto me exausta. Tenho dois grandes amigos meus que também procuram o mesmo. Somos liberais, com bom espírito e muita vontade de construir um futuro em harmonia. Gostaria que nos ajudassem a procurar algo em que nos possamos integrar. Apesar de nao estarmos muito dentro do assunto, temos muita vontade em colaborar por um mundo melhor. Grata pela atenção, um bem haja. Aguardo correspondência: butterfly_ccv@hotmail.com

  35. Jorge Garcia says:

    Olá.
    Tenho 29 anos e estou em Portugal, Açores de momento. O meu namorado está nos Estados Unidos de momento e decidimos vir para portugal viver numa eco comunidade preferencialmente auto sustentavel.

    Estou totalmente de acordo com todas as ideias e ideais aqui partilhados assim como procuro o mesmo.
    Gostaria de saber onde podemos encontrar uma comunidade auto sustentável onde a partilha e entre ajuda sejam a moeda de troca, onde realmente possamos estar no nosso paraíso e acima de tudo ter um objetivo comum na comunidade. Permanência por tempo indefinido e ou permante é prioritário.
    Agradecia qualquer contato.

    Jorge Garcia

  36. Paulo Antão says:

    Quero amar e ser amado…quero fazer sexo livre com uma mulher e com um homem muito bonito e,não ser criticado pela sociedade.
    Quero mudar de vida…quero paz,harmonia,pureza e transformação do ego,através da meditação e elevação…
    914291565
    superheroi614@gmail.com

  37. Nuno C. says:

    hei, sou o Nuno C., aquele que escreveu o post Eco Comunidades em cima.
    Para todos os que aqui postaram, ou vierem a postar, vou tentar entrar em contacto convosco.
    Deixem o vosso contacto.
    O meu é: nunno.mail@gmail.com

    Fixe,
    Nuno C.

  38. Cecilia Silva says:

    Bem… e eu a pensar que era uma et presa num mundo feio do qual não conseguia ver fuga possivel.
    Migos, penso como voçês e tal como nós todos só quero ser feliz e sentir que estou a viver e a partilhar a vida com seres Humanos, não com automatismos ou robots cujo objetivo principal de vida é o consumismo e o acumular de riqueza, mesmo que para isso precisem de vender a alma.
    Mantenham-me a par dos vossos planos, o mais certo é eu alinhar. :D
    Cecilia Silva

    bucas_2725@hotmail.com

  39. Sérgio Barbosa says:

    Boas!
    Fico contente por perceber que há mais malta a sentir-se como eu. Estou tão farto do sistema que nem vou fazer comentários…
    Fica aqui mais um contacto para o que for preciso.
    I´m in!

  40. Paulo Antão says:

    Pessoal,contato…
    91 429 15 65

Leave a Reply